Inteligência Emocional e o Modelo ABCDE de Coaching

O modelo que os gerentes de RH da CBC usam, conhecido como modelo ABCDE, foi iniciado por Albert Ellis. Ellis foi o fundador da Terapia Racional Emotiva Comportamental (REBT). O modelo ABCDE é um modelo que exige que cada estágio seja concluído antes de avançar para o próximo estágio.

Em tempos de baixa inteligência emocional, o modelo ABCDE é uma ferramenta útil para ajudar os funcionários a chegar a uma resolução. Vamos dar uma olhada em cada estágio do modelo ABCDE.

O modelo ABCDE

Evento/situação desencadeante: O estágio 1 envolve um evento ou situação desencadeante e o reconhecimento de pensamentos e emoções negativas relacionadas ao evento. É importante ficar de olho nos pensamentos automáticos, aqueles pensamentos que têm uma reação imediata a uma experiência. É útil registrar os pensamentos e sentimentos associados ao evento por escrito. Esta etapa deve ser concluída antes de prosseguir para a etapa 2.

Crenças: No Estágio 2, o coach orienta o funcionário a reconhecer que as crenças desencadeiam pensamentos negativos automáticos. Isso é significativo porque os pensamentos determinam as ações que são tomadas. As crenças são formadas ao longo da vida de uma pessoa, desde a infância, e é necessário analisá-las para mudar essas crenças que causam pensamentos e ações negativas.

Consequências: Esta etapa envolve discutir os comportamentos internos e externos que se seguiram como resultado das crenças de um funcionário. Consequências internas são aquelas emoções que são sentidas por dentro, como uma mudança na frequência cardíaca ou frio na barriga. Consequências externas são comportamentos exibidos, como gritar com outra pessoa ou bater a porta ao sair de uma sala. Como em todas as etapas, isso deve ser concluído antes de passar para a próxima etapa.

Disputa: No estágio 4, os pensamentos e crenças mantidos são disputados para discernir se são racionais ou irracionais. Crenças de dever e dever que parecem concretas e não permitem flexibilidade devem ser questionadas quanto à sua validade. Por exemplo, se você acredita que todos os funcionários devem ser gentis uns com os outros, durante esse estágio você questionará se essa crença é verdadeira.

Troca: neste estágio final, as crenças que foram desafiadas e determinadas como irracionais são trocadas por crenças que são racionais. Substituir crenças negativas que causam pensamentos negativos é necessário para reformular o pensamento de um funcionário para o futuro. A mudança de crenças, padrões de pensamento e ações não acontece da noite para o dia. Mas, uma vez identificados pensamentos e crenças novos e positivos, eles podem ser anotados e referidos quantas vezes forem necessárias até que se tornem pensamentos automáticos.

O modelo ABCDE de coaching é uma ótima ferramenta que os gerentes de RH podem usar no local de trabalho para ajudar a desenvolver um nível mais alto de inteligência emocional nos funcionários. Como resultado de conferências sistemáticas do CBC, os funcionários com baixa inteligência emocional podem ter pensamentos automáticos saudáveis ​​que os prepararão para tomar decisões sábias e produzir consequências positivas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *